sábado, 26 de janeiro de 2008

'Desespero, Aventura e Maturidade'

No desespero da evolução da própria alma, a sensação da aventura se aflora e com ela a maravilhosa endorfina chamada: adrenalina, aquela mesma que dependendo da situação lhe dá forças em dobro, te deixa ansioso à flor da pele, que deixa tudo e um pouco mais com um ar de proibido e perigoso. Nessa jornada a alma se revigora como em nenhum outro momento. Ela se torna forte e independente, tornando-se muito mais do que a suposta parte vital que deveria ser, muito mais do que qualquer pessoa a olhos nus pode compreender ou imaginar. E quando você tiver dado conta que a jornada chegou ao fim a sua adolescência foi embora, mas trazendo a maturidade, o grande prêmio que muitas pessoas buscam, mas só uma parcela mínima das mesmas consegue obter.

Nenhum comentário: