domingo, 23 de maio de 2010

'20:26'

- Não.
- Não, o que?
- Não quero.
- O que você não quer?
- Não quero que você vá.
- Mas preciso ir.
- Quem disse?
- Hm, o relógio.
- Quero que ele pare de funcionar! Já disse para você abdicar da modernidade.
- Impossível.
- Então é impossível?
- Sim.
- Farei greve de sexo, veremos o que se tornará impossível, meu caro.
- Não se atreva!
- O que vai fazer? Bater-me?
- Quem sabe algo pior.
- Do tipo?
- Te asfixiar.
- Já disse, abdica da modernidade e a greve nem precisa começar.
- Também já disse. É impossível.
- Por que?
- Porque já me casei com ela. Você não passa de um simples amante que preenche o meu ócio dominical.

Um comentário:

lellasamm disse...

PRIMEIRO DIÁLOGO?

muito forte a ultima frase 'apenas um amante pro ócio dominical' haha mas adooooooorei!!!