terça-feira, 16 de setembro de 2008

'Memória Intacta'

As melhores coisas da vida, passam despercebidas por nós mesmos. São simples detalhes que deixam ela tão especial e espotânea e até mesmo imprevisível. Coisas como um eu te amo do seu/sua melhor amigo/amiga ou namorado/namorada quando você menos espera, ou até mesmo quando eles passam aquela tarde gelada do teu lado, assistindo televisão com um cobertor no colo para aquecer. Pequenos detalhes, quem diria. Nunca pensamos desse jeito, pois, a vida com seu jeito vasto e grandioso nos deixa a desejar coisas do mesmo tipo, e acaba pregando está 'armadilha' em nós. Levamos pouquíssimas coisas quando morremos. Pouquíssimas em sentido próprio, pois, levamos conosco lembranças, sentimentos e confortos outrora recebidos de pessoas que são consideradas queridas e escolhidas a dedo. Se pararmos para pensar nessas e outras coisas relacionadas, levaríamos dias e dias para chegar a uma boa conclusão. Mas confesso que se pudesse escolher o que levar, escolheria minha memória intacta. Intacta, digo, com todas as lembranças como se fosse um filme de anos e anos, sem cortes para que outrora pudesse revisar a fio, afim de cortar todos os erros e tentar fazer o que necessariamente seria certo. Podando o mal pela raiz, esquecendo momentos ruins, mas deixando os de aprendizado e claro, aqueles que nunca gostaria de perder e que sempre levarei comigo, seja na memória ou no coração.

Um comentário:

Lidia Zuin disse...

hahaah se a gente leva as lembranças qnd morre, então suicidas são realmente burros HAHAHAH (ok divaguei)
eu tbm queria morrer e levar minha memória intacta, mas se eu fosse fazer um filme, não sei se eu cortaria as partes q achei errado. parece até um pouco egocentrico de minha parte, mas não leve por esse lado... acontece que eu acho que até mesmo as merdas que fazemos são boas.. tipo, são experiências q vao machucando a gente e vão fazendo a gente aprender... se a gente juntar tudo de bom que a gente fez, daí a gente acaba se metendo numa ilusao de perfeccionismo? sei lá. viajo demais aqui haaha

mto obrigada pelo comentário :)