quinta-feira, 16 de setembro de 2010

'Weakness'

Vejo sorrisos tortos em caras retas. Lágrimas de felicidade em caras de angústia. Vejo você em cada rosto que ignoro. Lembro, infelizmente ou não, do toque da tua pele quando lavo as mãos. Você ignora... Ignora todos os sinais que te mando. Quero te matar, mas ao mesmo tempo desejo o teu bem. Nosso relacionamento - se é que posso dar nome aos bois – baseia-se na confusão. O meu orgulho e o teu, não conseguem ocupar o mesmo espaço. Mas o curioso é que os dois ficam mansos quando ficamos juntos. Minha alma já é velha. Está cansada de jogos amorosos. Ela só está a procura de alguém que a faça sentir-se jovem novamente...

2 comentários:

Mariana disse...

Se o seu perfil é exatamente como você e se parecemos naqueles aspectos, quero te entender. Gostei dos textos, vou procurar acompanhar sem fazer barulho, pra você continuar a ficar sozinho mesmo estando acompanhado.
Lindos traços

adialetica disse...

Acho que nunca disse o quanto gostava dos seus textos né, e como te acompanho desde os primeiros posts do antigo blog, acho que você amadureceu demais, b.
Adoro a delicadeza e a sinceridade nas suas palavras.

Te amo muito sempre
Bru ( tô logada no meu novo blog haha)